Adaptação da Semana: Vôo Noturno

the night flier
Título Original: The Night Flier
Ano: 1997
País de Origem: EUA
Duração: 1:32
Direção: Mark Pavia.
Roteiro: Mark Pavia e Jack O’Donnell baseado no conto de Stephen King.
Elenco: Miguel Ferrer (Richard Dees), Julie Entwisle Katherine (“Jimmy” Blair ), Dan Monahan (The Night Flier), Michael H. Moss (Ezra Hannon ), John Bennes (Selida McCamon), Rob Wilds (Buck Kendall), Richard K. Olsen (Claire Bowie), Elizabeth McCormick (Ellen Sarch)

Sinopse: Richard Dees (Miguel Ferrer), um jornalista de um tablóide sensacionalista sai em busca de um aviador misterioso, uma espécie de vampiro que pilota à noite e vai fazendo vítimas pelos aeroportos onde passa. Dees decide refazer o caminho macabro percorrido pelo piloto e acaba se envolvendo demais, colocando sua vida em risco.
.
“Võo Noturno” (The Night Flier, 1997), é produção baseada num conto de Stephen King retirado do livro “Pesadelos e Paisagens Noturnas Volume I”, chamado “Piloto da Noite”. Embora desconhecido por muitos, é considerado uma das melhores adaptações de King.
.
Assisti esse filme quando eu era pequena, em 98 ou 99… por aí. Não me lembrava de muita coisa sobre o filmepraticamente nada, até que esses dias resolvi assisti-lo novamente. Achei o filme ótimo! No entanto, para a minha surpresa, ele é pouco conhecido.
.

..

Antes de assistir novamente familiares me diziam que se tratava de um bom filme e me recordava de ter gostado dele na época. Também jurava que The Night Flier era bem conhecido, não só por ser bom, mas também por ser mais um filme inspirado em uma obra do Stephen King. Porém, ao procurar na internet pra fazer esta postagem, custei achar mais informações sobre ele. Pesquisei em sites conhecidos sobre filmes e apenas um deles tinha um artigo sobre o Vôo Noturno. Procurei em outros sites/blogs e o máximo que encontrei  foram sinopses, links para downloads e pequenos comentários a respeito do filme. Quase nada além disso. Aqui no Brasil, na época em que o filme foi lançado, já era muito difícil encontrá-lo nas locadoras. Hoje é praticamente impossível (achei pra baixar no Planeta Horror xD).

.

.
Aí pude perceber que o filme não é muito famoso e não fez muito sucesso na época. Aliás, na verdade, ele  foi um dos maiores fracassos de uma história de King adaptada para o cinema, arrecadando apenas US$ 92 mil dólares de um orçamento de US$ 1 milhão. No entanto também é considerado por muitos uma das melhores adaptações de King para os cinemas (como foi dito na sinopse acima). Muitos dizem que a versão para os cinemas chega a ser melhor do que a história original.
.

.

Não posso dizer se é ou não melhor já que nunca li o conto do qual o filme foi baseado. Mas que o filme é muito bom isso é mesmo.

.

Ficou muito legal a história do vampirão que anda num avião todo preto (um Cessna Skymaster 337) e vai de aeroporto em aeroporto matando suas vítimas. No início todos pensam tratar-se de um homem, um psicopata. Mas a medida que a história se desenrola os eventos vão ficando cada vez mais bizarros, como os corpos das vítimas que são encontradas com um grande furo no pescoço e praticamente sem sangue algum.

.

.

Os relatos dos moradores também contribuem para tornar tudo ainda mais misterioso. Muitos contam que antes de serem assassinadas, as vítimas agiam de forma estranha, parecendo hipnotizadas. O velho senhor Ezra Hannon (John Bennes), entrevistado pelo repórter Richard Dees (Miguel Ferrer, do filme Robocop) , relata que estava no aeroporto no dia em que o avião preto chegou e diz que percebeu coisas estranhas: o avião tinha cortinas negras em todas as suas janelas (parecendo um caixão) e embaixo dele havia um monte de terra cheia de vermes.

.

.

A história se torna cada vez mais interessante e misteriosa. O suspense fica cada vez melhor . É aquele tipo de filme que você não sossega até ver o final. E o final não deixa a desejar, é simplesmente excelente!

.

As atuações também são ótimas, com destaque para o ator Miguel Ferrer, que conseguiu deixar seu personagem simplesmente detestável. Mas o mais legal neste filme na minha opinião é o assassino Dwight Renfield, O Aviador Noturno (ou Piloto da Noite). Sério, este é um dos poucos filmes onde um vampiro não é bonito, fresco e frágil. Pense bem, quantos filmes de vampiros que você assistiu onde eles eram assustadores, fortes e tudo mais? Em Anjos da Noite, o maior poder dos vampiros é pular de um prédio e cair de pé. Crepúsculo o maior poder deles é brilhar no sol. ¬¬
.

.

São poucos os filmes onde os vampiros são seres realmente poderosos e assustadores. Vôo Noturno é um destes poucos filmes. Além de possuir uma história bem diferente das outras histórias de vampiros, o próprio vampiro no filme é diferente. Dwight é assustador! Ele não fica selecionando suas vítimas, escolhendo mocinhas céxcies  para atacar. Vai qualquer um que cruzar o seu caminho: homens, mulheres, idosos ou até mesmo crianças. Não é um vampiro fresquinho metido a sedutor. Se ele precisa de sangue, simplesmente vai lá e mata. E até essa forma de matar é diferente, já que ele não faz apenas dois pequenos furinhos nos pescoços de suas vítimas (e assistindo você descobrirá o porquê do enorme furo no pescoço da galere assassinada).

.

.

A forma como toda a história é exposta também é diferente. O filme é sério. Sem enrolações, bobeirinhas e nem fantasias demais. A idéia de um vampiro voar em um avião todo negro e matar gente por onde passa não chega a ficar absurda. Se trata de um filme muito bem feito, interessante e com um ótimo suspense. Se tiver a oportunidade de assisti-lo, assita. Vale a pena!

.

Resenha originalmente publicada no Vai Assistindo

Edilton Nunes

Edilton Nunes

Graduado em Letras pela UEG (Universidade Estadual de Goiás), viciado em literatura de terror/suspense, amante incondicional de séries e Hq´s e fã de carteirinha do mestre Steve há pelo menos 20 anos.

More Posts - Website - Twitter

You can skip to the end and leave a response. Pinging is currently not allowed.

2 Responses to “Adaptação da Semana: Vôo Noturno”

  1. neto disse:

    eu gosto muito de filmes de terror ja assisti quase todos de stephen king gosto do jeito que ele elabora o trabalho dele é magnifico e vôo noturno foi um dos melhores filmes de vampiro que ja vi…

  2. Rita Cristina amorim Gaspar disse:

    VÔO NORTURNO,O MELHOR FILME DE TERROR QUE EU JÁ ASSISTIR.

Deixe seu comentário