Livro da Semana: A Torre Negra, Vol IV: Mago e Vidro

Título Original: The Dark Tower IV – Wizard and Glass
Título Traduzido: A Torre Negra – Volume IV: Mago e Vidro
Ano de Publicação: 1997
Ano de Publicação no Brasil: 2005
Personagens Principais: Roland Deschain, Eddie Dean, Susannah Dean, Jake Chambers, Blaine, Oi,
Cidade da História: Topeka (Kansas)
Estados da História: Kansas
Disponível no Brasil pelas Editoras: Editora Objetiva (2005)

 Resumo do livro 4- Mago e Vidro (Atenção: Este resumo contém partes importantes do enredo – “Spoilers”)

A torre negra volume 4 – mago e vidro – tem inicio com o ka-tet rumo a cidade e Topeka, dentro do monotrilho blaine, um trem com inteligência artificial e viciado em charadas. Graças a Eddie e suas charadas de mal gosto, os amigos pistoleiros conseguem vencer Blaine, que acaba entrando em curto circuito e morre (se é que podemos dizer que uma maquina morre). O trio então continua viagem, a partir do ultimo ponto de parada de Blaine, Topeka, numa versão alternativa do Kansas (Roland e os outros acabam descobrindo isso porque nem todos os detalhes daquele Kansas são iguais aos do outro Kansas). É ali, que pela primeira vez eles se deparam com a “lumina” e os “efeitos colaterais” que ela provoca. É a hora de Roland começar a contar aos parceiros de ka, a historia de como a busca pela torre começou.

A historia

Na historia (que compreende praticamente 80% do conteúdo do quarto volume) Roland e seus amigos Alan e Curtberth, são mandados para o baronato de Meijis (mais precisamente para o pequeno vilarejo de Hambry), pelo pai de Roland, em uma missão especial. Lá chegando, a primeira pessoa com quem Roland se encontra é a bela Susan, com seus longos e maravilhosos cabelos dourados, descendo em um enorme rabo de cavalo até a cintura. Susan havia acabado de visitar Rhea, a velha bruxa da colina Cöos, que a havia submetido a um teste de castidade, já que Susan fora prometida como concubina, ao prefeito da cidade Harthwell Thorin (sua mulher era incapaz de gerar filhos). É através de Susan, que Roland ouve falar pela primeira vez de Jonas, o integrante e chefe dos homens conhecidos como “os caçadores do grande caixão”, que formam a guarda pessoal do prefeito Thorin.

Roland e seus companheiros são convidados (após uma breve visita a delegacia da cidade) a fazer parte de um jantar especial, oferecido a eles pelo chanceler do prefeito, Kimba Rimer, em Seafront, a casa da prefeitura. É no jantar que Roland acaba conhecendo Jonas, o prefeito Thorin, Oliver Thorin, sua esposa, e Coral Thorin, irmã do prefeito e dona do estabelecimento conhecido como “Repouso dos viajantes”. Lá eles são convidados a se instalarem no Barra K, um pequeno conjunto de terras desocupado a tempos atras, por causa de um incendeio que destruiu tudo (com exceção do galpão onde eles irão se instalar).

Roland acaba se envolvendo em um tórrido romance com Susan Delgado, que após algum tempo ajuda os três novos amigos a destruírem Citgo, a antiga reserva de petróleo abandonada, que Farson (O homem bom) usaria para concluir seus planos. Assim eles acabam adiando em pelo menos vinte meses o ataque final do homem bom contra a federação. Porém, enquanto Roland e seus outros dois amigos (Alain e Curthbert) lutam para dizimar o resto da tropa de Farson (levando-os até o penhasco da Rocha Rolando, onde lá são engolidos pela lumina, recuperando no final das contas a bola de cristal do mago) Susan é captura por Rhea e Reynald, o ultimo sobrevivente do trio de caçadores do grande caixão. Roland vê todos os acontecimentos através da luz rosada da bola. Vê sua amada ser levada pela tia (que se encontrava sobre domínio do feitiço de Reah) e ser queimada viva, ovacionada pela multidão gritando em coro: “Arvore de chariou”.

Após contar aos amigos a sua historia, Roland e eles chegam a um palácio de vidro verde. Na sala do trono deste castelo (que parece ser uma replica enorme do mesmo castelo de OZ, em “O magico de oz”) eles acabam encontrando não OZ, mas o homem do tique taque (visto anteriormente em “as terras devastadas”). Com a morte de tique taque o verdadeiro dono do trono se apresenta, e ele é Martem Broadcloack – também conhecido como Randall Flagg, Richard Fannin, o homem de preto, e John Farson (o homem bom). Roland e seus amigos não conseguem matar Flag, mas conseguem bani-lo temporariamente. Flagg deixa um bilhete mandando que deixem a torre de lado, e avisando que esta seria a ultima oportunidade deles.

Uma ultima viagem é feita ao globo do mago, e lá eles acabam descobrindo que Roland matou a própria mãe, enquanto estava enfeitiçado pela velha bruxa da colina Coos (Rhea). Os andarilhos se vêem novamente em busca da torre negra, e é exatamente nesse ponto que termina mago e vidro.

Capas

Edilton Nunes

Edilton Nunes

Graduado em Letras pela UEG (Universidade Estadual de Goiás), viciado em literatura de terror/suspense, amante incondicional de séries e Hq´s e fã de carteirinha do mestre Steve há pelo menos 20 anos.

More Posts - Website - Twitter

You can skip to the end and leave a response. Pinging is currently not allowed.

3 Responses to “Livro da Semana: A Torre Negra, Vol IV: Mago e Vidro”

  1. Luiz eduardo disse:

    Muuito bom esse livro! Na minha opinião, um dos melhores da série, mostrando um dos melhores momentos de king como escritor!

  2. Vinyl Records disse:

    Vinyl Records…

    Livro da Semana: A Torre Negra, Vol IV: Mago e Vidro | StephenKing.com.br…

  3. Edilton Nunes Edilton disse:

    Também gostei basante dele Luiz!

Deixe seu comentário