PERGUNTAS FREQUENTES

Qual a ordem perfeita para se ler os livros de Stephen King?

Tecnicamente falando, não existe uma ordem “perfeita” para lê-los. Isso vai variar da usa necessidade. Se você possui memória boa e não se importa com um ou outro pequeno spoiler, então a ordem é o que menos interessa (nestes casos seria interessante ler os livros por ordem de lançamento, para ver como a escrita dele “amadurece” com o decorrer do tempo). Mas se, ao contrário disso, você não quer saber de absolutamente nada que acontece em outros livros, é melhor tomar cuidado. Digo isso pois é muito comum encontrar pequenos (e por vezes até grandes mesmo) spoilers em alguns livros de Stephen King, já que é comum ele citar acontecimentos de outros livros dele em seus romances. Para evitar isso, você pode ler os livros por ordem cronológica (não de lançamento, mas de acontecimento dos fatos nas histórias). A lista abaixo foi produzida por Boni Neto, do fã site King of Maine, e atualizada por este mero mortal que vos fala. Na medida em que eu for encontrando outras obras que se encaixem no perfil cronológico traçado neste post eu vou atualizando a lista.

  • Sombras da Noite – Jerusalem’s Lot (1850)
  • A Death (1889)
  • Tudo é Eventual – O Homem de Terno Preto (1914)
  • Full Dark, No Stars – 1922 (1922-1930)
  • À Espera de um Milagre (1932)
  • Quatro Estações – Rita Hawyworth e a Redenção de Shawshank (1948)
  • Tripulação de Esqueletos – O Atalho da Sra. Todd (1953-1981)
  • Quatro Estações – O Corpo (1960)
  • Hearts in Atlantis – Low Men in Yellow Coats (1960)
  • Sombras da Noite – O Homem Que Adorava Flores (1963)
  • Hearts in Atlantis – Hearts in Atlantis (1966)
  • Sombras da Noite – Primavera Vermelha (1968)
  • Tripulação de Esqueletos – Nona (19??)
  • Tripulação de Esqueletos – A Balada do Projeto Flexível (1969)
  • Quatro Estações – O Método Respiratório (1935; 1970)
  • Tripulação de Esqueletos – O Atalho da Sra. Todd
  • A Auto-Estrada (1973-1974)
  • Quatro Estações – Aluno Inteligente (1974-1978)
  • A Hora do Vampiro (1975-1976)
  • Sombras da Noite – As Crianças do Milharal (1976)
  • Fúria (1976)
  • O Iluminado (1977)
  • Carrie, a Estranha (1979)
  • Sombras da Noite – A Saideira (1978)
  • Christine (1978-1979)
  • A Zona Morta (1953; 1955; 1970-1979)
  • Tripulação de Esqueletos – Vovó (19??)
  • A Incendiária (198?)
  • Cão Raivoso (1980)
  • Tripulação de Esqueletos – O Atalho da Sra. Todd (198?)
  • Tripulação de Esqueletos – O Homem Que Não Apertava as Mãos (198?)
  • Tripulação de Esqueletos – O Macaco (1980)
  • Talismã (1981)
  • The Plant – Zenith Rising (1981)
  • Hearts in Atlantis – Blind Willie (1993)
  • O Cemitério (1983-1984)
  • A Hora do Lobisomem (1984)
  • A Coisa (1957-1985)
  • Angústia (1987)
  • Os Estranhos (1988)
  • A Metade Negra (1988)
  • Depois da Meia-Noite – O Policial da Biblioteca (1990)
  • Depois da Meia-Noite – O Cão da Polaroid (1990)
  • A Dança da Morte (1990-1991)
  • Trocas Macabras (1991)
  • Eclipse Total (1963-1992)
  • Jogo Perigoso (1963-1992)
  • Storm of the Century (199?)
  • Tudo é Eventual – Sala de Autópsia 4 (1994)
  • Insônia (1992-1994)
  • Rose Madder (1995)
  • Desespero (1996)
  • Os Justiceiros (1996)
  • Tripulação de Esqueletos – A Festa de Casamento (1997)
  • Saco de Ossos (1998)
  • The Girl Who Loved Tom Gordon (1998)
  • Hearts in Atlantis – Why We’re on Vietnam (1999)
  • Hearts in Atlantis – Heavenly Shades of Night are Falling (1999)
  • Tudo é Eventual – Andando na Bala (2000)
  • O Apanhador de Sonhos (1978-2001)
  • A Casa Negra (2001)
  • Buick 8 (2001)
  • Love: A História de Lisey (2006)
  • Ao Cair da Noite – N. (2007)
  • Under the Dome (2009)
  • Full Dark, No Stars – A Good Marriage (2010)
  • O Concorrente (2025)
  • Tripulação de Esqueletos – A Excursão (230?)
  • Os Olhos do Dragão (pode ser lido a qualquer tempo, mas deve ser lido antes de A Torre Negra)
  • A Torre Negra

Quais os livros de Stephen King ainda são inéditos no Brasil?

Devido a N fatores, alguns livros de Stephen King permanecem inéditos no Brasil. A Suma de Letras, editora responsável pela publicação do material dele por aqui, vem trabalhando muito para sanar este problema, publicando principalmente o material mais atual dele por aqui. Apesar disso (e do constante pedido dos fãs mais ardorosos) muita coisa antiga dele permanece sem publicação aqui (e provavelmente permanecerá). Segue uma pequena lista;

Nightmares in the Sky (1988): Este livro na verdade não é de Stephen King, necessariamente falando. É um livro de fotografias de F-stop Fitzgerald com a parte textual escrita por King. Um ensaio de 128 páginas sobre gárgulas, lançado em 1988 pela Viking Studio Books.

Mid-Life Continental (1994): Com fotos de sua esposa, Tabitha King, este livro reúne as experiências vividas pela banda “The Rock Bottom Remainders”, formada por King e outros escritores, em seu tour pelos EUA no ano de 1994.

Storm of the Century (1999): Trata-se do script de “tempestade do século”, minissérie escrita por Stephen King diretamente para a tv e que foi ao ar em 1999 pelo canal ABC.

The Girl who Loved Tom Gordon (1999): Novela inédita de Stephen King que conta a história de Patricia “Trisha” McFarland, uma garota que se perde em uma floresta e que usa sua admiração pelo jogador de baseball Tom Gordon para manter-se “a salvo” dos perigos que rondam a floresta.

Hearts in Atlantis (1999): Coletânea de cinco histórias que funcionam de maneira independente, mas que estão interligadas por personagens ou eventos narrados nelas. Em “Low men in yellow coats” Ted Brautigan, um senhor de idade, se torna inquilino no apartamento do jovem Bobby Garfield, não demorando para que eles desenvolvam uma amizade, pontuada pela excentricidade do velho Ted que pede para que Bobby fique de olho nos “homens baixos em casacos amarelos” que estão por perto, a procura dele. Em “Hearts in Atlantis” um grupo de estudantes começa a tirar notas ruins quando se envolve com a jogatina de “Copas” (Hearts, no original). Eles estão muito envolvidos por considerarem o jogo uma espécie de “Atlantida”, um mundo seguro no qual eles podem se abrigar da guerra do vietnã. O terceiro conto, “Blind Willie” conta a história de um ex-combatente que, para se redimir dos seus pecados se veste de vagabundo cegueta e sai pedindo esmolas nas ruas. Em “Why We’re in Vietnam” John Sullivan está acompanhando o funeral de um ex companheiro de guerra, enquanto reflete sobre o modo como a guerra do vietnã mudou sua vida, traumatizando-o para sempre. Na última história, “Heavenly Shades of Night are Falling”, temos de volta o personagem Bobby Gartfield, quando ele regressa a sua cidade natal para resolver assuntos pendentes.

Secret Windows (2000): Coletânea de algumas entrevistas, crônicas, ensaios e alguns contos escritos por Stephen King, além de algumas introduções escritas por ele para livros de outros autores.

Faithful (2004): Co-escrito por Stewart O´nan, o livro é na verdade um conjunto de conversas e emails trocados pelos dois autores sobre a temporada de baseball de 2004, quando finalmente o Red Sox (time pelo qual ambos torcem) foi campeão.

The Colorado Kid (2005): Lançado pelo selo “Hard case crime” (especializado em novelas “noir”), este pequeno romance fala sobre uma dupla de figurões de um jornal de uma cidadezinha na costa do Maine que usam o caso de um cadáver não identificado, que foi encontra muitos anos antes, como uma espécie de “teste” para um novo jornalista. O livro serviu de base para a criação da série “Haven”, que teve ao todo cinco temporadas, mas que não tem muito a ver com a obra.

Blaze (2007): Clayton Blaisdell, Jr (Blaze) é um golpista que tem problemas mentais e que, motivado pelo ultimo desejo do seu falecido ex parceiro de golpes, George Rackley, sequestra o bebê de um milionário no que seria um último grande golpe da carreira dos outrora dois parceiros. Assombrado pelo “fantasma” (ou pela sua própria consciência, disfarçada de George) do seu ex-parceiro de crimes, Blaze leva adiante o sequestro e se vê cercado pelos policiais do FBI em uma caçada alucinante. O inesperado acontece, quando Blaze acaba se vendo apegado ao bebê. Blaze foi a última novela escrita pelo fictício Richard Bachman (pseudônimo que King utilizou para publicar alguns dos seus trabalhos por motivos que o próprio autor cita no prefácio de “Os Livros de Bachman”). Foi escrita antes mesmo do seu romance mais conhecido, Carrie, segundo o próprio King conta em mais um dos seus longos prefácios antes do romance em questão, entre o fim de 1972 e inicio de 1973. Passou mais de trinta anos engavetado, até que Marsha, uma das duas assistentes pessoais de King, achou o manuscrito na biblioteca Fogler. King optou então por reescrever e melhorar algumas coisas no romance para poder finalmente publicá-lo.

“Blockade Billy” (2010): Apesar de publicado originalmente como livro, esta história na verdade é um conto extenso que será republicado na próxima coletânea de contos de Stephen King, “The Bazaar of Bad Dreams”, prevista para sair em Novembro nos EUA. 

“Mr. Mercedes” (2014): Primeiro livro da trilogia policial de Bill Hodges, com lançamento previsto no Brasil para 2016.

“Finders Keepers” (2015): Segundo volume da trilogia policial de Bill Hodges, com lançamento prevista para 2016 no Brasil.

“End of Watch” (2016): Terceiro livro da trilogia policial de Bill Hodges. Anunciado inicialmente com o título de “The Suicide Prince” (que posteriormente foi alterado para “End of Watch”), o livro ainda não tem previsão de lançamento para os EUA e nem para o Brasil.

Há alguma previsão para o lançamento deles no Brasil?

Atualmente quem publica os livros de Stephen King é a Editora Objetiva, através do selo “Suma de Letras” e infelizmente não há nenhuma previsão de lançamento destes livros (com exceção dos quatro últimos). A boa notícia é que “Under the Dome” e “On Writing” também eram dois inéditos que não tinham previsão de lançamento, mas que já foram lançados em português pela Suma. Por se tratarem de livros mais técnicos, Nightmares in the Sky, Mid-Life Continental, Storm of the Century, Secret Windows e Faithful provavelmente nunca serão publicados. Hearts in Atlantis perdeu o “timing” perfeito, que foi a época do lançamento do cinema do filme que adapta uma das histórias, alguns anos atrás, mas nada impede que os outros sejam lançados, principalmente “Blaze”, que é um dos mais recentes. Só depende da Suma de Letras.

King escreve apenas livros de terror?

Não. Apesar de ser uma faceta mais conhecida, perpetuada pelo próprio Stephen King quando ele destilou todo o seu conhecimento na área, com o lançamento de “Dança Macabra”, muitos de seus melhores trabalhos não são de terror. Os Olhos do Dragão; The Girl who Loved Tom Gordon, por exemplo, são do ramo fantástico.  Com relação a dramas ele escreveu os ótimos “Quatro estações”, “À espera de um milagre”, “Love: A história de Lisey”, entre outros. “Secret Windows”, “Dança Macabra”, “Sobre a Escrita” são outros exemplos de literatura não ficcional. Além disso ele também já escreveu diversos poemas, críticas, ensaios, roteiros para cinema, teatro, tv´s e Hqs.

Quais são os livros considerados raros?

Nem sempre Stephen King teve o tratamento que merecia como reconhecido autor de sucesso no Brasil. Há alguns anos atrás uma das poucas editoras que investia no trabalho do autor era a Francisco Alves, que lançou seus livros nos anos 80/90. Atualmente a editora ainda existe, porém com um catálogo bem mais limitado e não publica mais os livros de Stephen King. Devido a questões de direitos autorais, praticamente todos os livros (com exceção de “Angústia” que foi republicado pela Suma com o título de “Misery: louca obsessão”) ainda permanecem fora de catálogo e entre eles está o principal, “Os Livros de Bachman”, que no formato original provavelmente permanecerá raro, pois Stephen King proibiu que uma das histórias (Fúria) contidas no livro fosse republicada. Os livros considerados raros hoje em dia são:

  • Cão Raivoso (Record)
  • A Incendiária (Livros do Brasil/Círculo do Livro/Record)
  • A Hora do Lobisomem (L&PM)
  • Os Estranhos (Francisco Alves)
  • Os Livros de Bachman (Francisco Alves)
  • Eclipse Total (Francisco Alves)
  • A Metade Negra (Francisco Alves)
  • Depois da Meia-Noite (Francisco Alves)
  • Trocas Macabras (Francisco Alves)

Quem foi Richard Bachman? 

Richard Bachman foi o pseudônimo usado por Stephen King para lançar alguns de seus livros no auge de sua carreira. Se você quiser mais detalhes como o que o motivou a fazer isso, você pode conferir nosso post especial sobre “Quem foi Bachman” aqui: http://www.stephenking.com.br/?p=5847

O que são Dollar Babies? 

Dollar Babies foi o apelido dado aos curtas-metragens baseados nas obras de King, cujos direitos autorais foram vendidos pelo valor simbólico de 1 dólar. Esses filmes não podem ser comercializados, tendo suas participações restritas a exibições em festivais de cinema. Se você está pensando em filmar um Dollar Baby você pode pedir uma autorização formal e oficial pelo site do autor através deste link: http://stephenking.com/dollarbabies.php além de conferir quais histórias podem ser adaptadas para este formato.

Stephen King possui algum perfil oficial na internet? 

Além do site oficial http://stephenking.com/ (que é administrado pela sua equipe) o próprio Steve administra um perfil oficial no twitter https://twitter.com/stephenking com quase 900 mil seguidores, onde ele fala um pouco mais sobre a vida, o universo e tudo o mais, quase que diariamente.

Stephen King já veio ou pretende vir ao Brasil? 

Infelizmente nosso autor favorito nunca veio ao Brasil. Steve não é muito dado a viagens longas de avião e seus passeios para outros países são igualmente raros. Recentemente perguntamos para ele no twitter se ele pretende algum dia conhecer o nosso país e ele respondeu que adoraria conhecer o Brasil, mas que não está em um horizonte recente nos seus planos.

kingbrazil

Há alguma biografia recente em português onde posso conhecer um pouco mais sobre a história de vida do autor? 

Há três livros lançados em português onde você pode conhecer um pouco mais sobre a vida de Stephen King. “Dança Macabra” é um tratado não ficcional, onde ele fala um pouco mais sobre a experiência dele desde pequeno com o gênero horror e foi relançado mais recentemente pela Suma de Letras em formato de Bolso no selo “Ponto de Leitura”. Já “On Writing” (que foi lançado pela Suma de Letras com o título “Sobre a Escrita”) é o que mais se aproxima de uma autobiografia dele, onde ele fala um pouco mais sobre o oficio da escrita e sua vida pessoal. A editora DarkSide, por sua vez, também publicou no Brasil uma das biografias mais completas do autor, “Coração Assombrado, A Biografia”, da autora Lisa Rogak. Com um trabalho gráfico impecável, já característico da DarkSide, este livro é indispensável para quem quiser saber mais curiosidades sobre a vida e obra de Stephen King.

Quais os próximos lançamentos de Stephen King nos EUA? 

Para este ano está confirmado o lançamento de mais uma coletânea de contos intitulada “The Bazaar of Bad Dreams”, prevista para sair em Novembro. Você pode conferir quais os contos que estarão disponíveis nela e mais detalhes sobre a coletânea aqui: http://www.stephenking.com.br/novidades-sobre-the-bazaar-of-bad-dreams-novo-livro-de-contos-de-stephen-king/. Para Junho de 2016 está previsto o lançamento de “End of Watch”, livro que fecha a trilogia iniciada por “Mr. Mercedes” em 2014 e que teve seu segundo livro, “Finders Keepers”, lançado em 2015.

Quais os próximos lançamentos de Stephen King no Brasil? 

A Suma de Letras lançou em Outubro o romance “Revival”, publicado por ele nos EUA em novembro do ano passado. Para 2016 ainda há planos para a publicação da trilogia policial que começou com “MR. Mercedes” e que já teve seu segundo livro, “Finders Keepers” lançado lá fora e que também tem previsão para lançamento em 2016 no Brasil.

PERGUNTAS SOBRE O STEPHENKING.COM.BR

Como surgiu o blog e quem administra?

O blog surgiu da ideia de unificar todo o conteúdo que eu (Edilton Nunes) conhecia sobre o autor e que já utilizava em um trabalho anterior (que foi o “embrião” do stephenking.com.br) chamado “Projeto 19”, um fã site sobre a série “A Torre Negra” (que ainda está online e pode ser acessado através do link: http://www.stephenking.com.br/projeto19) com outros blogs. Muitos colaboradores já passaram pelo StephenKing.com.br e cada um deles contribuiu de maneira vital para que o site se tornasse rico em conteúdo, porém atualmente apenas eu administro o blog, no tempo livre que me resta.

Vocês possuem alguma ligação oficial com o autor no Brasil?

Não. O StephenKing.com.br é apenas um fã site feito de fãs para fãs e não possui nenhuma ligação oficial com o autor, além da admiração pelo seu trabalho.

Vocês possuem perfis em redes sociais?

Sim. Atualmente possuímos um perfil oficial no twitter (fique a vontade para nos seguir aqui: twitter.com/stephenking_br), um canal de vídeos no youtube https://www.youtube.com/c/stephenkingbr e um perfil no instagram: https://instagram.com/stephenking_br/. Também estamos engatinhando no facebook. Pode ficar a vontade para nos seguir aqui: https://www.facebook.com/Stephenking.com.br/

Vocês trabalham com parcerias?

Atualmente nosso blog está fechado para “parcerias oficiais”, que envolvem divulgação no site e trocas de banners, mas nada impede que divulguemos seu blog nas nossas redes sociais. Caso precise, basta entrar em contato conosco através do email: edilton@stephenking.com.br

Vocês têm alguma renda com o site?

Absolutamente nenhuma, principalmente porque uma das premissas do stephenking.com.br é fazer um site agradável, de fãs para fãs, e do meu ponto de vista seria errado entupir o site com propagandas que mais atrapalham do que ajudam a navegação. Por isso, vez ou outra fazemos campanhas para arrecadar dinheiro para manter o site no ar, mas na maior parte do tempo sou eu mesmo que arco com os gastos mensais necessários.

Como posso entrar em contato com vocês?

Você pode fazê-lo através dos nossos perfis oficiais, nosso formulário de contato (que pode ser acessado aqui: http://www.stephenking.com.br/contato/) ou através do email Edilton@stephenking.com.br

Há alguma forma de entrar para o staff do stephenking.com.br?

Atualmente não estamos recrutando membros para nosso staff, mas você pode se sentir a vontade para colaborar sempre que quiser nos enviando dicas, sugestões ou críticas para nosso email. Todo o material que for de terceiros será devidamente creditado nos posts.