11/22/63: Fotos

Os livros em língua inglesa de King geralmente passam por um tratamento um pouco diferenciado dos livros publicados em outros idiomas.  Grande parte deles possui versões simples (paperback) e versões mais trabalhadas (hardback) com capa dura e ilustrações, além de edições especiais e limitadas, assinadas pelo próprio autor. Com o novo livro não poderia ser diferente. Para cada capitulo foi escolhida uma imagem em preto e branco… É interessante notar como as ilustrações desse novo livro buscam situar o leitor no tempo/espaço da obra, levando-o para um passeio na década de 60, dando mais verossimilhança à narrativa.  Segue abaixo as imagens que compõem o romance, junto com os seus respectivos títulos.

PRÓLOGO

PARTE 1: MOMENTO DIVISOR DE ÁGUAS

PARTE 2: O PAI DO ZELADOR

PARTE 3: VIVENDO NO PASSADO

PARTE 4: SADIE E O GENERAL

PARTE 5: 11/22/63

PARTE 6: O HOMEM DO CARTÃO VERDE

Edilton Nunes

Edilton Nunes

Graduado em Letras pela UEG (Universidade Estadual de Goiás), viciado em literatura de terror/suspense, amante incondicional de séries e Hq´s e fã de carteirinha do mestre Steve há pelo menos 20 anos.

More Posts - Website - Twitter

You can skip to the end and leave a response. Pinging is currently not allowed.

2 Responses to “11/22/63: Fotos”

  1. @cyberlivingdead disse:

    É um pouco triste ver que no Brasil os livros e os leitores ainda não são tão valorizados assim…o que nos resta mesmo é comprar lá fora.

  2. Leon Nunes disse:

    Em verdade, meu amigo, é muito triste.
    Eu mesmo estou enfrentando ‘n’ dificuldades para me lançar neste ramo.
    Pena que no Brasil o próprio livro custa caro. Antes mesmo de chegar nas prateleiras. E depois também.
    Estou há 14 anos neste caminho. Não sei se isso é experiência, mas posso dizer uma coisa: me parece um trajeto de pedras. Este. O de chegar a um livro físico (atualmente virtual também) o material que o Escritor escreve. Escritor Brasileiro.
    E concorrer com um Escritor de fora, como King – não há como.

    Ao menos a espectativa é de que (algo) melhore neste ramo. Em futuro breve. E que mais Escritores Brasileiros sejam conhecidos e reconhecidos no cenário literário nacional (quiçá internacional).

    Abraços
    Leon Nunes,
    Escritor

Deixe seu comentário