Baú do Stephen King: “Jumper” (1959)

Jumper foi originalmente publicado em Dave’s Rag, um jornal criado pelo irmão de Stephen King.  O conto apareceu em três partes, sendo a primeira de dezembro de 1959. King relata um pouco sobre o jornal Dave’s Rag no capítulo “C.V” do livro On Writing:

.

O Rag era uma combinação estranha de novidades familiares lançado a cada duas semanas. As vezes era mensal. (…) aos poucos a circulação aumentou de cinco cópias por edição (vendida para membros da família) para algo em torno de cinquenta ou sessenta…

O jornal começou a ser publicado em janeiro de 1959 até o segundo semestre de 1960. Algumas cópias desse jornal ainda existem, porém nenhuma delas continha o conto de Stephen King.

Em 2000, a editora Book of the Month Club lançou uma publicação limitada de um novo livro de Stephen King chamado Secret Windows: Essays and Fiction on the Craft of Writing. Esse livro é uma coletânea de relatos, contos, entrevistas e outros textos de Stephen King sobre a arte de escrever, funcionando como uma segunda parte de On Writing. Para surpresa de todos, este livro continha os contos produzidos por King para o Dave’s Rag. Ninguém sabe ao certo quando e como esses contos – até então considerados como perdidos – reapareceram. Só se pode presumir que vieram da coleção particular de Stephen King, sendo as únicas cópias existentes até hoje.

Embora Jumper seja claramente juvenil (King tinha 12 anos na época), vale como curiosidade e para analisar as qualidades do texto de um escritor imaturo.

Nesta história, um homem ameaça pular de um prédio. Robert Steppes era um “pulador” sério e tinha escapado logo após ser condenado à prisão. Jeff Davis, um psicólogo, fora chamado para conversar com Steppes e tentar convencê-lo de não pular do 15º andar do Chrysler Building. Davis decide usar métodos inconvencionais para impedir Steppes de pular.

A história é escrita em primeira pessoa, sob a perspectiva do policial Davis. Steppes chama Davis constantemente de ‘Dr. Castle’. Isso poderia ter sido um erro de King, mas é provável que Steppes, em sua insanidade, acreditava que Davis seria um de seus terapeutas.

Para aqueles interessados em ler esse conto de quando King tinha apenas 12 anos, cliquem aqui. A versão aqui traduzida é a mesma reproduzida no livro Secret Windows. Stephen King não revisou a história para sua republicação 40 anos depois, somente corrigiu uns poucos erros de ortografia.

Fonte: Baú do Stephen King

Luis

Fã de King desde 2002, leitor compulsivo e colecionador.

More Posts

You can skip to the end and leave a response. Pinging is currently not allowed.

Deixe seu comentário