Stephen King dá dicas de como escrever e fala sobre a sequência de “O Iluminado” na Universidade de Massachussets.

Stephen King adora assustar as pessoas, mas um estudante da Universidade de Massachusetts Lowell tentou descobrir o que  o assusta. “Aranhas, cobras… minha sogra”, o escritor disse com um sorriso. O autor de best-sellers internacionais, incluindo “Carrie” e “O Iluminado”, foi na Universidade  para falar sobre a arte de escrever com os estudantes…

Andre Dubus III,  professor do Departamento de Inglês , além de ser também  outro autor de best-seller e um velho amigo de King, dividiu o palco por cerca de uma hora, com os alunos e fizeram perguntas sobre seu ofício. King disse à multidão, cerca de 125 alunos,  que seu objetivo é escrever histórias que causem emoção.

“Eu sou um escritor conflitante. Eu quero estar em seu rosto. Eu quero entrar em seu espaço. Eu quero começar com um beijo distante, com abraços distante, te sufocar a distância e te perfurar. Chame-lhe o que quiser. Mas eu quero a sua atenção. “

Usando jeans e uma camiseta preta, o escritor de 65 anos de idade, da cidade de Maine, manteve uma conversa recheada de palavrões, onde prometida aos alunos que ele era apenas um cara normal. O autor disse aos alunos que ele sabe de onde ele tira suas ideias e seu fascínio por histórias de terror não veio de um trauma de infância.

Durante sua palestra e em uma entrevista mais tarde, o rei também falou sobre os dois livros que  serão publicados em 2013. O autor disse que o romance criminal “Joyland” será lançado em paperback em julho, seguido em setembro pelo “Doctor Sleep”, um livro continuação de seu thriller “O Iluminado”. A história se passa em um hospício de New Hampshire, onde agora a personagem Danny Torrance, agora adulto, trabalha. King disse que tinha reservas sobre a escrita de uma sequência, mas as pessoas sempre quiseram saber mais sobre o menino de “O Iluminado”.

“As pessoas costumavam me perguntar, anos mais tarde, depois de” O Iluminado “, o que aconteceu com esse garoto? … Eu dizia ‘eu não sei’. Mas ele começou a espécie de pontapé em torno de meu cérebro, sabe? “

King disse que o deixou mais intrigado não foi o motivo de Torrance poder ler mentes e sim  com a ideia da personagem trabalhar em um hospício, onde ajuda as pessoas a passar da vida para a morte.

O autor instiga os alunos a ser observadores de pessoas e pegar as características que lhes permitem criar seus próprios personagens. King também advertiu sobre o desânimo ao serem rejeitados pelos editores e disse para não usar notebooks para armazenar as ideias da história. Ele disse que o material que vale a pena escrever permanece em sua cabeça.

“Meu método para começar qualquer coisa é repetir a mim mesmo a história quando estou deitado na cama, à noite, à espera de ir dormir”

A presença de King deixou muitos emocionados. “Eu nunca pensei que eu realmente estar em sua presença. Isso foi muito importante para mim “, disse Joshua Beverage , de 19 anos.

Dubus, que se juntou King em outra palestra na Lowell UMass, em uma tarde de sexta-feira, desta vez, perante uma platéia de 3000, disse que a palestra anterior significou muito.

“Ele dá a estes estudantes a sensação de que a universidade é importante, onde eles estão é importante, o que eles estão fazendo é importante”, disse ele.

O mestre do horror também fez mistério:

“Eu sempre quis saber quem eu sou quando escrevo”, disse King, “porque uma vez que  estou fazendo isso, eu não estou na sala comigo mesmo.”

E para quem sabe inglês, aproveitem a entrevista:

Fonte: http://www.washingtonpost.com

Lana Francielle

Lana Francielle

Lana Francielle, fã de Stephen King desde a adolescência, começou a colecionar livros do Mestre desde 2002. Atualmente reside em Anápolis/GO e administra a comunidade Mundo Stephen King.

More Posts - Twitter - Facebook

You can skip to the end and leave a response. Pinging is currently not allowed.

6 Responses to “Stephen King dá dicas de como escrever e fala sobre a sequência de “O Iluminado” na Universidade de Massachussets.”

  1. Leon Nunes disse:

    Excelente artigo.
    Os motivos que King cita, ou melhor, as dicas – certamente muitos vão seguir.
    Concordo. Muito material escrito num romance (até mesmo num conto) está na cabeça. Mas a questão é que ele é genial. No que faz. Para os Escritores “normais” isso é até mais que dica, um aprendizado.

    Avante!
    Leon Nunes

  2. Wanderson disse:

    Este é o homem que eu admiro como escrito e que me serve de inspiração para iniciar minha carreira na escrita.

  3. Maik disse:

    Um ícone…

    Amo d+

  4. Victor disse:

    A presença de King deixou muitos emocionados. “Eu nunca pensei que eu realmente estar em sua presença. Isso foi muito importante para mim “, disse Joshua Beverage , de 19 anos.

    DEZENOVE.

  5. Lana Francielle lanafsipe disse:

    O.o…Será somente coincidência hehe

  6. Edilton Nunes Edilton disse:

    Caramba… Nem tinha reparado nisso rsrs. É o KA!

Deixe seu comentário